Da razão impura – António Osório e a alegria da Criação

Isabel Cristina Rodrigues

Resumo


O presente estudo procede à análise da matéria poética de António Osório, procurando evidenciar o modo como a contemplação afetiva do real empreendida pelo poeta possibilita a textualização da sua deriva crítica pelos espaços bíblicos da Criação inscritos no Génesis.

Palavras-chave


natureza; contemplação do real; vocação amorosa; Criação

Texto Completo:

PDF