A Responsabilidade Social das Empresas (RSE) como ferramenta de relações públicas

Laura Rua Silva

Resumo


O século XX trouxe inúmeros avanços e
inovações em vários campos. Um dos mais notáveis
foi, possivelmente, a Internet, que mudou o Mundo
de forma indelével, aproximando pessoas e nações de
forma nunca antes vista.
Graças à Internet a informação propagase
quase à velocidade da luz, e a notícia passa a ser
transmitida ao microsegundo em vez de diariamente.
Um rumor ou informação que seja publicado na
Internet ou nas redes sociais pode auxiliar ou destruir a
reputação de uma empresa, reputação esta que demorou
anos ou décadas a construir.
Dada a rapidez do tráfego de informação,
torna-se imperativo que os novos profissionais estejam
a par das últimas inovações e tecnologias nas áreas da
comunicação. Muitas empresas usam o Google +, o
Facebook ou o LinkedIn como ferramenta de relações
públicas para melhorar a sua presença junto do público
aumentar a sua competitividade com outras empresas.
É também necessário que estes profissionais
as saibam usar de forma proficiente. Só assim poderão
tirar o melhor partido possível das novas ferramentas
que têm ao seu alcance, usando-as para o benefício da
empresa e também para que possam gerir de forma
eficiente a forma como a empresa se apresenta ao
público e também minimizar mais facilmente danos
resultantes de uma crise.
Adicionalmente, o novo milénio trouxe
também novas preocupações e objetivos para
empresários e administradores. Se outrora a função dos
últimos era maximizar o lucro a todo o custo, hoje em
dia assiste-se à ascensão da Responsabilidade Social das
Empresas (RSE) que se coaduna com os conceitos de
comércio justo e ética empresarial.
Este paper pretende, portanto, analisar não
só o impacto da RSE na reputação das empresas, mas
também o papel que esta e a ética desempenham no
estabelecimento da reputação de uma organização e na
forma como estas afetam a perceção da empresa por
parte do público.
Vão ser também apresentados exemplos
práticos de empresas que usaram a Ética e RSE a
seu favor bem como de empresas que viram a sua
reputação destruída por não terem antecipado o efeito
e a influência que estes fatores teriam no seu volume de
negócios.


Palavras-chave


responsabilidade social; ética empresarial; relações públicas; redes sociais; reputação e perceção da empresa

Texto Completo:

PDF

Referências


LIVROS:

Business Ethics (2007) Matten, A.; Crane, D., Oxford Press

Strategic Management: A Stakeholder Approach (1984) FREEMAN R., Pitman Publishing.

PÁGINAS WEB:

http://www.teachspace.org/personal/research/nestle/history.html

http://info.babymilkaction.org/nestlefree

http://pplware.sapo.pt/networking/sites-da-sonaeatacados-depois-de-afirmacoes-polemicas/

http://storming-storming.blogspot.pt/2009/06/boicotesonaejeronimo-martins.html

https://pt-pt.facebook.com/pages/Boicote-%C3%80-SONAE/398632230243889

http://semanal.omirante.pt/index/

http://dinheirodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=128244

http://www.sonae.pt/fotos/editor2/relatorio_sustentabilidade.pdf

www.publico.pt/economia/noticia/mais-de-100-trabalhadores-dos-hipermercados-protestam-contrarevisao-de-condicoes-de-trabalho-1589095

http://www.phdinparenting.com/blog/2010/8/2/why-iprotest-nestles-unethical-business-practices.html