Jornalismo e Saúde 2.0

Inês Aroso

Resumo


Para traçar um panorama da mediatização da saúde em
Portugal, realizou-se uma investigação sobre o tratamento
jornalístico das questões relacionadas com este tema, não
só nos meios de comunicação social tradicionais, como
também na internet. Deste modo, analisa-se como é que
os media tratam as temáticas ligadas à saúde e quais
as consequências, positivas e negativas, desta mesma
abordagem.
É dado especial destaque à existência de conteúdos sobre
saúde nos meios presentes na Web 2.0. Neste contexto,
interessa avaliar os mecanismos de participação dos
cidadãos no processo de informação jornalística na área
da saúde. De facto, há uma série de tecnologias que
simplificam a participação dos cidadãos na elaboração e
difusão de informação. Sendo assim, além de os media
incentivarem os seus públicos a enviarem comentários,
fotografias e vídeos, também potenciam a criação de
comunidades.
Então, há duas questões que se colocam. Por um lado,
qual o tratamento jornalístico das questões relacionadas
com a saúde nos media portugueses? Por outro lado,
como é que o público participa no processo de produção
e distribuição de informação de saúde nesses mesmos
media? Para responder a estas questões, são estudados
programas, rubricas e secções de saúde dos órgãos de
comunicação social portugueses. Com os resultados deste
estudo, podem traçar-se linhas de orientação para os
jornalistas, os media e o público em geral, com o intuito de
maximizar benefícios e minimizar riscos da mediatização
da saúde, bem como aumentar a participação cívica
nesta área.


Palavras-chave


jornalismo de saúde; participação; saúde nos media; web 2.0

Texto Completo:

PDF

Referências


Aroso, I. (2012). Os Media como fonte de informação sobre saúde: riscos e oportunidades. Revista Iberoamericana de Salud y Ciudadanía Iberoamerican Journal of Health

and Citizenship - “Health Promotion and Education in Iberoamerican Community”, Julio – Diciembre, 2012, vol. I, nº 2,pp. 84-110.

Aroso, I. (2013). As redes sociais como ferramentas de jornalismo participativo nos meios de comunicação regionais: um estudo de caso. Biblioteca Online de

Ciências da Comunicação (BOCC). http://bocc.ubi.pt/pag/aroso-ines-2013-redes-sociais-ferramentajornalismo.pdf [acedido a 10 de abril de 2013].

Canavilhas, J. e Ivars-Nicolás, B. (2012). Uso y credibilidade de fuentes periodísticas 2.0 en Portugal e España. El profesional de la información, v. 21, n.1,

pp-63-69.

Espanha, R. (2009). Saúde e comunicação numa sociedade em rede: o Caso Português. Lisboa, Monitor.

Francisco, K. C. (2012). “O jornalismo e as redes sociais: participação, inovação ou repetição dos modelos tradicionais”, in Bastos, H. e Zamith, F. (eds.):

Ciberjornalismo. Modelos de negócio e redes sociais. Porto, Edições Afrontamento, pp. 163-182.

Glik, D. (2004). Health Communication in Popular Media Formats. American Public Health Association 131st Annual Meeting. http://www.medscape.com/viewarticle/466709?src=sidesearch [acedido a

/11/2004].

Moynihan, R. e Cassels, A. (2005). Selling sickness: How the world’s biggest pharmaceutical companies are turning us all into patients. New York, Nation Books.

Ramírez, F. E. e Moral, J. F. (1999). Áreas de Especialización Periodística. Madrid, Fragua.

Sánchez, C. C. (2012). “Información sobre saúde sanitaria e médicos nos medios de comunicación en España. Estado da cuestión nos diferentes medios: Prensa, radio,

televisión, revistas e Internet”. Comunicação e Sociedade, Número Especial, pp. 69-97.

Silva, L. F. (2011). Webjornalismo Colaborativo ou Culto ao Amador?. Biblioteca Online de Ciências da Comunicação (BOCC). http://www.bocc.ubi.pt/pag/silva-leticia-webjornalismo-colaborativo-ou-culto-aoamador.

pdf [acedido a 03/03/2013].

Silva, P. A. (2011). A saúde nos media. Representações do Sistema de Saúde e das Políticas Públicas na Imprensa Escrita Portuguesa. Lisboa, Editora Mundos Sociais.

Thomas, R. (2006). Health communication. New York, Springer.

Wallack, L. et al. (1993). Media advocacy and public health: power for prevention. Newbury Park, Sage.