Assessoria de imprensa 2.0: o uso das mídias sociais nas eleições municipais de Campo Grande/MS

Gerson Luiz Martins, Janaína Ivo da Silva

Resumo


Identificar o uso das mídias sociais, especificamente
Facebook e Twitter, nas campanhas eleitorais dos
candidatos a prefeito de Campo Grande, em 2012, é o
objetivo central deste estudo. Para as análises, foram
selecionados Edson Giroto, Vander Loubet, Alcides
Bernal, Reinaldo Azambuja e Marcelo Bluma. A escolha
foi baseada naqueles que possuíssem perfis ou páginas
estabelecidos no Twitter e no Facebook, no dia seis de
julho de 2012, início oficial da campanha eleitoral. A
categorização dos resultados, definida a priori, teve base
nos estudos em ciberjornalismo de Palácios (1999), sob
os aspectos de suas características de forma e conteúdo
(hipertextualidade, interatividade, multimidialidade,
personalização, memória e instantaneidade). A
investigação apontou que o conceito de comunicação
digital foi adotado em todos os sítios web de redes
digitais dos candidatos, em maior e menor escala.


Palavras-chave


assessoria de imprensa; eleições; política; mídias sociais

Texto Completo:

PDF

Referências


CANAVILHAS, João. A comunicação política na era da internet. Disponível em: canavilhas-j-comunicacaopolitica-na-era-da-internet.pdf. Acessado em: 12.jun.2012.

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra, 2000. (A Era da Informação: economia, sociedade e cultura, v.1).

CORRÊA, Cynthia H. W. Comunidades virtuais gerando identidades na sociedade em rede. Ciberlegenda, n.13, 2004. Rio de Janeiro: PROPPI/UFF, 2004. Disponível

em: http://www.uff.br/ciberlegenda/ojs/index.php/revista/article/view/226/122. Acessado em: 24.jan.2012.

FEDERAÇÃO NACIONAL DOS JORNALISTAS. Manual de Assessoria de Comunicação, 2007. Disponível em: http://www.fenaj.org.br/mobicom /manual_de_assessoria_de_imprensa.pdf. Acesso em: 15.jun.2011.

GOMES, Wilson et al. “POLITICS 2.0”: a campanha online de Barack Obama em 2008. Revista de Sociologia e Política, v.17, n.34, p.29-43, out.2009. Curitiba: UFPR,

LASSWELL, Harold. A estrutura e a função da comunicação na sociedade. In: COHN, Gabriel (org.). Comunicação e indústria cultural. 2.ed. São Paulo: Cia

Editora Nacional, 1978.

MOTA, Iraê et al. Assessoria de imprensa: cenário de negócios e convergência tecnológica. Temática, n.5, p.1-11, mai.2011. João Pessoa: NAMID-PPGC-UFPB, 2011.

Disponível em: http://www.insite.pro.br/2011/Maio/assessoria_imprensa_convergencia.pdf. Acessado em: 1.jun.2011.

ORIELLA PR NETWORK. The Oriella Digital Journalism Study 2011 Launches. Disponível em: http://www.oriellaprnetwork.com/blog/?p=113. Acessado em: 8.jun.2011.

PALÁCIOS, Marcos. Ruptura, Continuidade e Potencialização no Jornalismo Online: o Lugar da Memória. In: MACHADO, Elias & PALACIOS, Marcos (Orgs), Modelos do Jornalismo Digital, Salvador: Editora Calandra, 2003. Disponível em: http://www.facom.

ufba.br/jol/pdf/2003_palacios_olugardamemoria.pdf. Acessado em: 4nov2012.

PNAD. Acesso à internet e Posse de Telefone Móvel Celular para Uso Pessoal. 2012. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/acessoainternet2011/default.shtm. Acessado em:

jun.2013.

RECUERO, Raquel. A conversação em rede: comunicação mediada pelo computador e redes sociais na Internet. Porto Alegre: Sulina, 2012.