Os intelectuais na sociedade da informação: produção cultural e participação política

João Carlos Correia

Resumo


Depois de se afirmar como uma das figuras
centrais da cultura desde a Idade Média até meados
do século XX, o intelectual confrontou-se com a sua
dessacralização e erosão dos padrões de actividade,
resultantes da emergência da cultura de massas e, mais
recentemente, da sociedade em rede. Com o advento da
comunicação mediática, em particular das redes sociais,
a referência à razão letrada dá lugar a uma importância
crescente ao ícone e ao som e torna possível um tipo de
intervenção política por parte dos intelectuais, menos
dependente da razão discursiva e argumentativa.
Simultaneamente, as mesmas transformações fazem-se
sentir ao nível do grau de autonomia crítica em relação ao
sistema produtivo que era uma característica atribuída
aos intelectuais. Apesar da proletarização destas
camadas não ser uma realidade nova, urge saber se se
mantém as condições para desempenhar essa função
social crítica nas mesmas condições de autonomia e
capacidade de influência que lhe foram atribuídas e
que, com frequência, se traduziram numa posição social
efetivamente influente.


Palavras-chave


sociedade da informação; autonomia; crítica; esfera publica

Texto Completo:

PDF

Referências


Adorno,Theodor e Horkheimer, Max, Dialectic of enlightment, London, Verso, 1995.

Aron, Raymond, L’Opium des intellectuels, Paris. Pluriel, 2010.

Benda, Julien, La trahison des clercs, Editions Grasset,Paris,2003.

Bobbio, Norberto, O Filosófo e a política, Rio de Janeiro, Contraponto, 2003.

Castells, Manuel. The Internet galaxy: Reflections on the Internet, business and society. Oxford: Oxford University Press, 2001..

Day, Richard J.F., Gramsci is dead, Pluto, 2005.

Fukuyama, Francis, The end of history and the last man. Free Press, 1992

Gramsci, António , Quarderni del carcere, Vol. III, Torino, Einaudi, 1977

Glucksmann, André, Os mestres pensadores Lisboa, Dom Quixote, 1996.

Habermas, Jurgen, The theory of communicative action, Vol 1. Reason and the functionalization of society, Boston, Beacon Press, 1994

Hazard, Paul, O pensamento europeu no século XVIII (De Montesquieu a Lessing), Lisboa, Presença., 1974

Hitchens, Christopher. Love, poverty, and war: journeys and essays. Thunder’s Mouth, Nation Book, 2006

Hitchens, Christopher. A long short war: the postponed liberation of Iraq. Plume Books, 2003.

Jacoby, Russell, The last intellectuals: American culture in the age of Academe, Basic Books 2000

Jacopby, Russell. The end of utopia: politics and culture in the age of apathy. Basic Books, 1999.

Le Goff, Jacques, Los intellectuals en la Edad Media, Barcelona, Gedisa,1996.

Lyotard, François, A condição pós-moderna, Lisboa, Gradiva, 1989.

Lopes, Dominique McIver, «Digital art» in Luciano Floriodi (ed.), The Blackwell Guide to Philosphy of Computin and Information , Blackwell Publishing, 2004.

Lovink, Geert & Schneider, Florian (s/d), «A Virtual world is possible. From tactical media to digital multitudes» in Artnodes, Intersections between arts, sciences and technologies Available at www.uoc.edu/artnodes/espai/eng/art/lovink_schneider0603/lovink_schneider0603.html Consultado pela última vez em 13 de Agosto de 2013.

Lovink, Geert , Dark fiber: tracking ~critical internet culture. MIT Press, 2002.

Lovink, Geert. Dynamics of critical internet culture (1994-2001), Amsterdan, Institutute of Network Cultures, 2009.

Marcuse, Herbert, Raison et révolution, Paris, Les Editions de Minuit, 1968..

Oliveira, Teresinha, Origem e memória da universidades medievais a preservação de uma instituição educacional in VARIA HISTORIA, Belo Horizonte, vol. 23, nº 37: p.113-129, Jan/Jun 2007

Santos, João Almeida, Os Intelectuais e o poder Lisboa, Fenda, 1999.

Santos, João Almeida, Hommo Zappiens: o feitiço da televisão: Editorial Notícias, 2000.

Silva, Patrícia e Garcia, José Luís «YouTubers as satirists. Humour and remix in online video» in P JeDEM 4(1): 89-114, 2012.

http://www.jedem.org CC: Creative Commons License, 2012.

Steiner, George, Sobre a dificuldade e outros ensaios, Lisba, Editorial Gradiva, 2013.

Weber, Max, O Politico e o cientista, Editora Presença, 1979.

Williams, Raymond, The Sociology of culture, The University of Chiago Press, 1981.