As Festas Populares de Lisboa e o Fotojornalismo do Periódico Correio da Manhã

Élmano Ricarte de Azevêdo Souza, Ana Carmem do Nascimento Silva, Itamar de Moais Nobre

Resumo


Investiga-se e analisa-se a representação e a produção
de sentido sobre a cultura popular, em homenagem aos
santos católicos do mês de junho: Santo Antônio, São João
e São Pedro (celebrados, respectivamente, nos dias 13, 24
e 29) nas fotografias jornalísticas do periódico Correio da
Manhã (Lisboa, Portugal), publicadas o mês de junho de
2012, com base na semiótica da comunicação e na teoria
da Folkcomunicação. A partir dessas teorias pressupomos
que tais imagens possuem conteúdo e significados
representacionais das manifestações e identidades
culturais populares das festas e dos santos católicos. A
pesquisa, ainda em andamento, já aponta que há um
olhar comum ao se retratar a cultura popular no veículo
de comunicação. Um olhar cujas características são de
um paradigma dominante que exclui conhecimentos
ditos não eruditos.


Palavras-chave


fotografia jornalística; manifestações culturais; festas de junho; semiótica da comunicação; folkcomunicação

Texto Completo:

PDF

Referências


Abel, M. (2006). As Marchas Populares: Pesquisa sobre as Origens. Lisboa: Sete Caminhos.

Beltrão, L. (1980). Folkcomunicação: comunicação dos marginalizados. São Paulo: Cortez.

Carvalho, D. (2012). Noivos juram amor eterno. Correio da Manhã, Lisboa, 13 jun. 2012. Caderno Especial, p. 26-27.

Cascudo, L. C.(2000). Dicionário do folclore brasileiro. 9 ed. São Paulo: Global.

_______, L. C. (1985). Superstição no Brasil. Belo Horizonte: Ed. Itatiaia; São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo.

Flusser, V. ([19__?]). Como ler sintomas. Berlim. Manuscrito não publicado, Arquivo Vilém Flusser.

Lucena Filho, S. A. (2012). Festa junina em Portugal: marcas culturais no contexto de folkmarketing. João Pessoa: Editora da UFPB.

Leite, M. M. (2001). Retratos de Família: Leitura da Fotografia Histórica. 3°ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo.

Nogueira, J. (2012). Sardinha no pão por 1,5 euros. Correio da Manhã, Lisboa, 13 jun. 2012. Caderno Especial, p. 27.

Marques de Melo, J. (2008). Mídia e cultura popular: história, taxonomia e metodologia da Folkcomunicação. São Paulo: Paulus.

MILHARES em procissão. (2012). Correio da Manhã, Lisboa, 14 jun. 2012. Caderno Sociedade, p. 25.

Nobre, I. M. (2011). Revelando os modos de vida da Ponta do Tubarão: a fotocartografia sociocultural como proposta metodológica. Natal: EDUFRN.

Peirce, C. S. (1931-1958). Collected Papers. Vol. I-VIII. Cambridge: Harvard University Press.

Pierce, C. S. (1997) Semiótica. São Paulo: Perspectiva.

Santos, B. S. (2009). Una Epistemología del Sur. La reinvención del conocimiento y la emancipación social. México: Siglo XXI Editores, CLACSO.

Silva, A. B. R.; Costa, V. (1997). Os Santos Populares do Solstício de Verão na Cultura Popular Portuguesa. Fafe: Escola Superior de Educação, Lisboa.

Sousa, J. P. (2004). Fotojornalismo: introdução à história, às técnicas e a linguagem da fotografia na imprensa. Florianópolis: Letras Contemporâneas.