Normas de Aceitação / Publicação

Normas de Publicação

1. Formatação dos artigos: Os textos devem ser apresentados em formato digital (Word for Windows, ou programa compatível), em letra Times New Roman, de tamanho 12 (com exceção das notas, de tamanho 10), com espaçamento de 1,5 entre linhas e parágrafos, e duplo entre partes do texto. As páginas devem ser configuradas no formato A4, com 3 cm nas margens superior e esquerda e 2 cm nas margens inferior e direita.

2. Extensão: Cada artigo, configurado no formato acima indicado, deve ter no máximo 17 páginas.

3. Organização: A apresentação de cada artigo deve obedecer à seguinte sequência:

- TÍTULO - centrado, em caixa alta;
- AUTOR(ES) - por extenso;
- INSTITUIÇÃO DE ENSINO E/OU CENTRO DE INVESTIGAÇÃO DO(S) AUTOR(ES) - em nota de rodapé;
- RESUMO - com máximo de 200 palavras, em português e em inglês, no tipo Times New Roman de tamanho 12;
- PALAVRAS-CHAVE - até 6 palavras, no idioma do artigo, em português e em inglês, no tipo Times New Roman de tamanho 12;
- REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS - apenas trabalhos citados no texto.

4. Critérios de apresentação gráfica e referenciação bibliográfica (por ordem alfabética)
Citações: até três linhas, incorporar as citações no texto, entre aspas; as mais extensas, recolher (1 cm à esquerda e à direita), em letra Times New Roman, tamanho 12, sem aspas. Se o texto for escrito em português, usar «...», em alemão, »...« ou „...”.
Quando a tradução da citação for incorporada no texto, colocá-la entre aspas, seguida do original entre parênteses curvos (sem utilizar novamente aspas).
Acompanhar todas as citações em língua alemã ou em língua portuguesa da respetiva tradução, para português ou alemão, entre parênteses retos [ ], colocando uma linha de separação entre a citação e a respetiva tradução.

Identificação: cada autor terá de indicar a instituição a que está ligado.

Ilustrações / Gráficos: numerar e legendar.

Interpolações / Omissões: identificar as interpolações por meio de parênteses retos […]. Se uma omissão num texto citado se encontrar já no original, usar reticências em parênteses curvos (...). Assinalar omissões por reticências dentro de parênteses curvos.

Itálico: usar itálico para expressões em línguas estrangeiras e para títulos de livros.

Notas: formatar em Times New Roman 10 e espaço simples em rodapé, com a numeração seguida. Colocar o algarismo que remete para a nota depois do sinal de pontuação.

Numeração das páginas: inserir no canto inferior direito.

Parágrafos: no início de cada parágrafo, introduzir um espaço de 1,25 cm.

Parênteses: dentro dos parênteses retos pôr curvos: [(...) texto]. Vd. igualmente supra «Citações».

Referências bibliográficas:
1. No corpo do texto, entre parênteses curvos, indicar o apelido do autor, seguido de vírgula, data da publicação, seguida de dois pontos, número de página.
Exemplos:
(Santos, 2007: 15)
(Martins / Polónio, 1985: 35)
(Ribeiro et al., 1973: 25-30)

No caso de haver muitas remissões seguidas para a mesma obra, deverá indicar-se apenas ibidem, seguido da indicação da(s) página(s). Exemplo: (ibidem: 350).

          Quando o nome do autor precede imediatamente a referência bibliográfica, indicar apenas entre parênteses as datas e páginas.

Exemplo: … como refere António Santos (2007, 15).

          Se se tratar de uma citação indireta, preceder a indicação da palavra apud. Exemplo: apud Melo, 2002: 55.

2. Em lista única no final do texto (nas «Referências bibliográficas»), apresentar por ordem alfabética de apelidos dos autores e ordem cronológica das obras referenciadas ao longo do texto, com indicação da editora e páginas.

Exemplos (de monografias, coletâneas, antologias de estudos, revistas, dicionários, textos online…):

Ramalheira, Ana Maria Pinhão (2002), Alcácer Quibir e D. Sebastião na Alemanha. Representações Historiográficas e Literárias (1578-ca. 1800), Coimbra: MinervaCoimbra / CIEG / Universidade de Aveiro.

Martines, Enrico (ed.) (1998), Cartas entre Fernando Pessoa e os Directores da Presença, Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda.

Coelho, Maria Helena da Cruz / Homem, Armando Luís de Carvalho (eds.) (1999), A Génese do Estado Moderno no Portugal Tardo-Medievo (Séculos XIII-XV). Ciclo temático de conferências organizado pela Universidade Autónoma de Lisboa no ano letivo de 1996/97, Lisboa: Universidade Autónoma Editora.

Mingocho, Maria Teresa Delgado / Gil, Maria de Fátima / Castendo, Esmeralda (coords.) (2011), Miscelânea de Estudos em Homenagem a Maria Manuela Gouveia Delille, 2 vols., Coimbra: Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra / Centro de Investigação em Estudos Germanísticos / Edições MinervaCoimbra.

Carrington, Maria Cristina (2001), «Donna Anna D´Austria – Uma novela portuguesa de Reinhold Schneider»,  Revista da Universidade de Aveiro-Letras (RUA-L), Aveiro: Universidade de Aveiro / Departamento de Línguas e Culturas, n.º 18, p. 179-191. |

Diogo, Ana Teresa (1991), «O Cavalo de Sol», Colóquio de Letras, Lisboa, n.ºs 121-122, Julho/Dezembro, p. 258-259.

Schulze, Hagen (1997), Estado e Nação na História da Europa. Trad. de M. Augusta Júdice e A. Hall, Lisboa: Presença [ed. original: (1992), Staat und Nation in der europäischen Geschichte, Munique, Beck].

Mexia, Pedro (2011), «Parque da Pena», Expresso / Atual, 10-09, n.º 2028, p. 3, URL: http://aeiou.expresso.pt/parque-da-pena=f672148 (Acesso em....)

Lucas, Isabel (2007), «Saramago acusado de ser “incapaz de defender Portugal”», Diário de Notícias, 16.07., URL: http://dn.sapo.pt (Acesso em....)

3. Na indicação de artigos de autores vários inseridos num mesmo volume, abreviar as referências bibliográficas.
Exemplo:
Silva, Reinaldo (2007). «John Steinbeck and Ernest Hemingway's Attitudes towards Otherness», in: George, Stephen K. / Heavilin, Barbara A. (eds.), John Steinbeck and His Contemporaries, Lanham / Maryland: The Scarecrow Press, p. 69-76.

Schulze, Hagen (2006), «Weimars Scheitern erklären», in: Dieter Hein (ed.), p. 561-572.

4. Duas ou mais referências do mesmo autor e do mesmo ano, acrescentar à data as letras a, b, etc. A data da primeira obra indicada de um mesmo autor deve ser seguida da letra a.

5. Mais do que uma referência do mesmo autor, substituir por um traço, sem repetir o nome.

6. As datas da primeira edição, se relevantes, poderão ser indicadas. Incluir estas indicações no fim da respetiva referência, entre parênteses retos.
Exemplo: [2.ª ed.; 1999].

Remissões: no próprio texto, usar as expressões latinas consagradas (cf. supra, cf. infra) em itálico e por extenso.

Títulos: centrar o título do texto a Negrito, em Times New Roman, tamanho 14. O título dos livros em itálico e o dos artigos entre aspas. O tipo de aspas dependerá da língua usada no texto (vd. supra «Citações»). Os títulos de obras constantes do título de um artigo devem vir em itálico. As citações constantes do título de um artigo devem vir entre vírgulas altas.

Traduções: na tradução das citações, inserir uma linha de separação entre a citação e a respetiva tradução. Quando a tradução da citação for incorporada no texto, deve ser colocada entre aspas e seguida do original entre parênteses curvos, sem utilizar novamente aspas (vd. supra «Citações»). Sobre referências bibliográficas de traduções, vd. supra «Referências bibliográficas».