Comunicar com a China: Estratégias adotadas por empresas da região de Aveiro

Ana Teresa Maia de Almeida, Maria Teresa Roberto

Resumo


No contexto da globalização dos negócios e da ênfase dada às relações Portugal‑China,
afigura-se como pertinente o estudo do processo de comunicação entre empresas portuguesas e
empresas chinesas. Devido às diferenças culturais entre Portugal e a China, é importante perceber
quais as necessidades de comunicação específicas e quais as medidas que as empresas estão dispostas
a implementar para dar resposta a essas necessidades, de forma a estabelecerem relações de negócios
apoiadas na comunicação intercultural consciente e eficaz.
É feita uma apresentação das relações entre os dois países, o processo de comunicação no contexto
empresarial internacional e a análise de necessidades referentes a este tipo de comunicação. Pretende-se
também entender o conceito de cultura e a sua interdependência com o fenómeno da comunicação,
pondo em relevo a importância da comunicação intercultural para o sucesso das empresas.
Através de quatro casos de estudo de empresas da região de Aveiro é feita uma análise à realidade da
comunicação entre empresas portuguesas e os seus parceiros chineses, denotando processos, dificuldades
e desafios sentidos, bem como as estratégias adotadas para a superação dos obstáculos comunicativos.


Palavras-chave


comunicação; cultura; China; análise de necessidades

Texto Completo:

PDF

Referências


[Anónimo] (2012), «Chineses e Portugueses na China no Séc. XVI», Portugal global, fevereiro. URL: http://www.revista.portugalglobal.pt/AICEP/PortugalGlobal/revista42/?Page=30. [Acesso em 14.05.2014].

[Anónimo] (2004), «Crónica dos importantes acontecimentos de relações Sinoportuguesas», in: Embaixada da República Popular da China em Portugal, 30-05. URL: http://www.fmprc.gov.cn/ce/cept/pot/xwdt/t123639.htm.

[Acesso em 31.03.2008].

AICEP (2014), «China – Ficha de Mercado», AICEP, março.

AMBLER, Tim / WITZEL, Morgen (2004), Doing Business in China. London: Taylor&Francis.

BOVÉE, Courtland L. / THILL, John V. (2008), Business Communication Today. Upper Saddle River (NJ): Pearson-Prentice Hall.

CASPER, Amie (coord.) [s.d.], «Needs Analysis». URL: http://linguistics.byu.edu/resources/volunteers/TESOLBYU_NeedsAnalysis.htm. [Acesso em 25.09.2008].

GOMES, Margarida (2014), «Governo já atribuiu 772 vistos gold, dos quais 612 a chineses», Público, 23-03. URL: http://www.publico.pt/sociedade/noticia/sef-1629438. [Acesso em 13.06.2014].

HALL, Edward T. (1973), The Silent Language. New York: Anchor Books.

HOFSTEDE, Geert H. (1991), Cultures and Organizations: Software of the Mind. New York: McGraw-Hill.

LOPES, Conceição (2004), Comunicação Humana: Contributos para a Busca dos Sentidos do Humano – Projeto Direitos Humanos em Ação [Caderno 1]. Aveiro: Universidade de Aveiro.

LUSA (2014), «Trocas comerciais entre a China e países lusófonos subiram 12,25% até abril», Expresso, 05-06. URL: http://expresso.sapo.pt/trocas-comerciais-entre-a-china-e-paises-lusofonos-subiram1225-ateabril=f874140. [Acesso em 13.06.2014].

MACHADO, José Pedro (coord.) (1989), «Comunicar», in: Grande Dicionário da Língua Portuguesa. Tomo III. Lisboa: Sociedade de Língua Portuguesa, p. 346.

PENG, Shiyong (2003), Culture and Conflict Management in Foreign-invested Enterprises in China: an Intercultural Communication Perspetive. Bern: Peter Lang. [European University Studies, Series XXII, vol. 369].

REGO, Arménio (2007), Comunicação Pessoal e Organizacional – Teoria e Prática. Lisboa: Edições Sílabo, p. 24-119.

SILVA, Ana Rute (2014), «Número de turistas chineses em Portugal disparou 232% em quatro anos», Público, 17-05. URL: http://www.publico.pt/economia/noticia/numero-de-turistas-chineses-em-portugal-disparou232-em-quatro-anos1635867. [Acesso em 13.06.2014].

SOARES, Manuela Goucha (2013), «Português é a língua da moda e do emprego na China», Expresso, 30-10. URL: http://expresso.sapo.pt/portugues-e-alingua-da-moda-e-do-emprego-na-china=f838497. [Acesso em 10.06.2014].

TRIGO, Virgínia (2006), Cultura Económica Chinesa: Como Negociar na China?. Mangualde: Edições Pedago.

VANDERMEEREN, Sonja (2005), «Foreign language need of business firms», in: LONG, Michael H. (ed.), Second Language Needs Analysis. Cambridge: Cambridge University Press, p. 159-179.