Participar em quê? Reflexões sobre o conceito de colaboração/participação em etnografia, a partir de uma experiência de coprodução de vídeos musicais

Dario Ranocchiari

Resumo


Durante o trabalho de campo realizado para a minha tese de doutoramento na ilha
caribenha de San Andrés, tive a ocasião de participar ativamente na realização de vídeos
musicais com uma casa de produção local. Mesmo sem ser uma experiência central na
construção dos dados etnográficos finalmente utilizados na tese (que se centra no papel das
tradições musicais locais nos processos de etnização), a experiência acabou por mudar
radicalmente a minha relação com os sujeitos implicados no processo de pesquisa. Foi
graças a ela que consegui instaurar uma relação de reciprocidade suficientemente simétrica
para superar as barreiras usuais entre investigador e investigados. Nesta comunicação,
depois de uma breve narração pessoal da minha colaboração com a Cotton Tree Media e
das suas implicações para o trabalho etnográfico, vou refletir sobre diferentes matizes do
conceito de colaboração/participação aplicado à pesquisa etnográfica. Em particular, vou
começar discutindo aspectos da tradição estado-unidense de "collaborative ethnography"; de
seguida apresento algumas acepções "politicamente comprometidas" do termo (pesquisaação
participativa com movimentos sociais) e vou finalizar traçando as diferenças com a
minha experiência de colaboração/participação e esboçando alguns prós e contras.


Palavras-chave


etnomusicologia; vídeo musical; Caribe; San Andrés Isla; colaboração/participação

Texto Completo:

PDF

Referências


Avella Esquivel, Francisco (2002) “Conflictualidad Latente Y Convivencia Abierta: El

Caso de San Andrés” in Papacchini et al. (eds) La Universidad piensa la Paz:

Obstáculos y posibilidades. Bogotá: Universidad Nacional de Colombia.

Bosio, Gianni (1998) L’intellettuale Rovesciato. Milano: Jaca Books.

DANE (2005) Censo General 2005. Bogotá: Gobierno de Colombia.

Freire, Paulo (2014) Pedagogia Do Oprimido. São Paulo: Paz e Terra.

Gil, Carmen Gregorio (2006) “Contribuciones feministas a problemas

epistemológicos de la disciplina antropológica: representación y relaciones de

poder”. AIBR Revista de Antropologia Iberoamericana 1(1):22–39.

Lassiter, Luke Eric (2006) The Chicago Guide to Collaborative Ethnography.

Chicago: University of Chicago Press.

Ranocchiari, Dario (2014) “Reggaetón, Dancehall, Mode-Up. Ser (músicos)

Sanandresanos en la Era Digital” in Janeiro, Jornet, Saccone and Sancho

(eds) Facing Humanities. Current Perspectives from Young Researchers. Barcelona:

Universitat Pompeu Fabra.

Taylor, Diana. 2011. “Introducción” in Taylor and Fuentes (eds) Estudios avanzados

de performance. México DF: Fondo de Cultura Económica. (7-30)




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.