Contributos das Expressões Artísticas na criação e dinamização de projetos artísticos para crianças e jovens em idade escolar

Maria do Rosário da Silva Santana, Helena Maria da Silva Santana

Resumo


Este trabalho apresenta um projeto artístico que, no nosso entender, fortalece a aquisição de competências na área da criação musical, reforçando o desenvolvimento de projetos de criação artística de natureza global, englobante e colaborativa. Realizado no âmbito da Unidade Curricular de Didática das Expressões, este projeto estuda a forma como as Expressões se revelam fundamentais para o desenvolvimento de competências e interação humanas. Nesta tipologia de projeto, os intervenientes podem desenvolver e otimizar as diferentes competências que adquirem nas áreas cognitiva, criativa, musical e performativa. Professores e alunos encontraram-se em interação e colaboração estreita, permitindo a criação de um conteúdo didático-pedagógico onde tiveram um papel fundamental na determinação dos seus conteúdos técnico-expressivos. Neste sentido, é- lhes permitido aos alunos desenvolver as competências teóricas, criativas e expressivas, não esquecendo os conteúdos apreendidos na área das ciências da educação, nomeadamente na sua componente de formação pessoal, social e ética.

Assim sendo, e com a aplicação deste projeto, pretendemos perceber de que forma este tipo de abordagem didático-pedagógica desenvolve as capacidades cognitivas, criativas, musicais e performativas, bem como de que forma desenvolve a motivação e a capacidade de memorização de conteúdos por parte dos intervenientes. Por outro lado, queremos perceber de que forma a motivação e a memorização de conteúdos se mostra e fortalece na área da composição e da performance musical, a partir de materiais dados. Neste sentido, foi proposto o desenvolvimento de um espetáculo para o qual foram criados diversos conteúdos de natureza literária, cénica, dramática e musical. A elaboração deste projeto reclama motivação, criatividade e competências na área da expressão dramática e musical, onde a improvisação e a memorização são preponderantes para a obtenção dos resultados finais. Assim, houve um tempo dedicado ao processo de criação e outro dedicado aos conteúdos dos quais resultou um conjunto de canções e peças musicais inspiradas nas vivências e experiências dos diferentes intervenientes. 


Palavras-chave


criação artística; motivação; criatividade; projeto artístico; ensino básico

Texto Completo:

PDF

Referências


Griffith, P. (1978). Histoire concise de la musique moderne. De Debussy à Boulez, Paris : Fayard. Levinas, E. (2007). Ética e Infinito. Lisboa: Edições 70.

Levinas, E. (2008). Totalidade e Infinito. Lisboa: Edições 70.

Lopes da Silva, Isabel (coord.) (2016), Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar, Ministério da Educação/Direção-Geral da Educação (DGE), http://www.dge.mec.pt/ocepe/node/46 (acedido em 6 de setembro de 2017)

Manzoni, (1991). “Parole come musica”. Scritti, Nuova Italia Editrici, Dis Canto, 61.

Nietzsche, F. (2004). A origem da Tragédia. Lisboa: Guimarães Editores.

Nono, L. (1993). Écrits. Paris: Christian Bougois Editeur.

Pestalozza, L. (1957). “I compositori milanesi del dopoguerra”, La rassegna musicale, 1, 27-43. Pestalozza, L. (1964). “Teatro musicale oggi”, Il Verri, 4.

Recomendação no1/2013, Diário da República, 2a série, no 19 de 28 de janeiro de 2013, 4270- 4273.

Stenzl, J. (1985). “Dramaturgie musicale de Luigi Nono”, Contrechamps, 4, 70. Stravinky, I. (1962). Chroniques de ma vie. Paris : Denoël.




Copyright (c) 2018 Music for and by children

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.