Os Dois irmãos, de Germano Almeida: um romance de vítimas

António Manuel Ferreira

Resumo


No romance Os dois Irmãos (1995), o escritor cabo-verdiano Germano Almeida encena, de forma muito original, a velha história de Caim e Abel. No campo das transformações socioculturais, desenham-se, a traço trágico, as figuras familiares, divididas entre o apelo de pertença comunitária e o desejo de viver livremente.

Palavras-chave


fratricídio; bíblia; literatura cabo-verdeana

Texto Completo:

PDF