Representações da diáspora judaica em Pepetela

Célia Maria Borges Machado

Resumo


Neste trabalho apresento um breve olhar sobre personagens judeus presentes nas obras A geração da utopia e A gloriosa família: o tempo de flamengos de Pepetela. Tais personagens saem de sua terra natal de forma voluntária, mas experienciam as dificuldades e labutas de todo sujeito em
diáspora, refletindo angústias e sofrimentos ilustrativos dessa experiência tanto na África como na Europa. Iluminadores dos estudos aqui tratados estão os seguintes teóricos: Stuart Hall, Home Bhabha, Moacyr Scliar, Zygmunt Bauman, Elisabeth Roudinesco, entre outros.

Palavras-chave


Pepetela; diáspora; judeus; cultura; literatura e ficção

Texto Completo:

PDF

Referências


Bauman, Z. (1998a) Arrivistas e Párias. In O Mal-Estar da Pós- Modernidade (pp. 91-105). Tradução de Mauro Gama, Claudia Martinelli Gama. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

Bauman, Z. (1998b) A criação e a anulação dos estranhos. In O Mal-Estar da Pós-Modernidade (pp. 27-48). Tradução de Mauro Gama, Claudia Martinelli Gama. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

Benjamin, W. (1993) Sobre o conceito de História. In Magia, técnica, arte e política (pp. 222-234). São Paulo: Brasiliense.

Machado, C. B. (2015). Os romances de Pepetela: literatura e engajamento. XXVIII Simpósio Nacional de História. Florianópolis. 27 a 31 de julho de 2015. Disponível em: http://www.snh2015.anpuh.org/resources/anais/39/1434416475_ARQUIVO_ArtigoAnpuh2015.pdf

Mattos, T. R. (2013). As vozes narrativas de Pepetela: A geração da utopia e Predadores (Dissertação de Mestrado). Universidade de São Paulo.

Morin, E. (2007). O mundo moderno e a Questão Judaica. Tradução de Nicia Adan Bonatti. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

Pepetela (1999). A gloriosa família: o tempo dos flamengos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Pepetela (2000). A geração da Utopia. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Roudinesco, E. (2010). Retorno à questão judaica. Tradução de Claudia Berliner. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora.

Scliar, M. (1985). A condição judaica – das Tábuas da Lei à Mesa da Cozinha. Porto Alegre: L&PM.

Scliar, M. (2001). Judaísmo: dispersão e unidade. São Paulo: Ática.

Sorj, B. (S/d). Diáspora, Judaísmo e Teoria Social. Disponível em www.bernardosorj.com/pdf/diasporajudaismoeteoriasocial.pdf.

Sorj, B. (2010). Judaísmo, pós-modernidade e diáspora. In N. Bonder & B. Sorj, Judaísmo para o século XXI: o rabino e o sociólogo [online]. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisas Sociais. 70-89. ISBN: 978-85-7982-040-3. Available from SciELO Books.

Woodward, K. (2014). Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In T. T. Silva et al. (Orgs.), Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes.