Apreciação ergonômica no trabalho dos frentistas

Maycon Gustavo Costa Anjos, Débora Regina Campos Silva, Thayanne Cristine Diniz Pontes, Claudia Nayanne Gaspar Sousa

Resumo


O presente artigo apresenta uma intervenção ergonomizadora, na fase de apreciação, realizada no trabalho dos frentistas em um posto de combustível em um bairro popular localizado em São Luis-Ma. Utilizaram-se técnicas de entrevista aberta e observações para o mapeamento dos constrangimentos ergonômicos. Os resultados mostraram a presença de constrangimentos ergonômicos de ordem operacional, interfacial, psicossocial, espacial/arquitetural de interiores, químico-ambiental, informacional/visual, acional: manual/pedioso, cognitivo e acidentário. 


Palavras-chave


intervenção ergonomizadora; frentistas; constrangimentos ergonômicos

Texto Completo:

PDF

Referências


BATISTA, G. M.; DINIZ, R.L. Handbike para portadores de deficiência físico-locomotora: uma proposta preliminar. Universidade Federal do Maranhão-UFMA.

DINIZ, R. L.; PORTICH, P.(2002). Apreciação e diagnose ergonômicas no trabalho dos operadores de colheitadeiras de arroz. ABERGO, Recife.

MORAES, A. (1998). Ergonomia: conceitos e aplicações/Anamaria de Moraes, Cláudia Mont alvão. Rio de Janeiro: A. de Moraes, 1998.

VAN DER LÍDER, J.; TAUCHERT, A.; JUSTEN F. Intervenção ergonomizadora e design macroergonomico de graduação em design: avaliação de liquidificador para uso doméstico. Curso de design centro universitário Feevale.