Análise de usabilidade de um curso online de língua inglesa

Mayckel Barbosa de Oliveira Camargo, Sandra Regina Silva, Fausto Orsi Médola, Luis Carlos Paschoarelli

Resumo


A Secretaria de Estado da Educação de São Paulo lançou em 2012 o curso de “Inglês On-line”, criado pela Escola Virtual de Programas Educacionais do Estado de São Paulo (Evesp) e disponibilizado para os estudantes do ensino médio das escolas públicas estaduais. Após três anos, a percepção da Coordenação Pedagógica para Língua Estrangeira Moderna na cidade de Bauru (Brasil) é do aumento da taxa de abandono de alunos e da diminuição dos inscritos na plataforma virtual. Para investigar as causas, o artigo propôs-se a verificar quais os impactos da usabilidade do site, a partir da experiência do usuário principal (Cybis, Bettiol, Holtz, 2007) com voluntários do primeiro ano do ensino médio na cidade de Bauru. A pesquisa sinaliza que não há uma grande rejeição dos estudantes à interface virtual “Inglês On-line”, o que leva a considerar que a redução do número de inscritos e a evasão não podem ser diretamente relacionadas com a usabilidade. 


Palavras-chave


design; ergonomia; interação

Texto Completo:

PDF

Referências


AMARO, S. C. R. (2009). Recursos online para aprendizagem de Língua Inglesa no Primeiro Ciclo do Ensino Básico: identificação e análise. Braga, Universidade do Minho.

CYBIS, W.; BETIOL, A.H.; FAUST, R. (2007) Ergonomia e usabilidade: conhecimentos, métodos e aplicações. São Paulo, Novatec Editora.

FERRARESSO, H.L.P. (2014). Design e Usabilidade. Interação, Satisfação e Afetividade em Objetos de Aprendizagem. Bauru (Brasil), Unesp.

KAPP, K. (2012). The Gamification of Learning and Instruction: Game-based Methods and Strategies for Training and Education. San Francisco, Pfeiffer.

LOZANO, R. (2011) De las TIC a las TAC: tecnologías del aprendizaje y del conocimiento. Anuario ThinkEPI. LOPES, D. V. (2011). As Novas Tecnologias e o Ensino de Línguas Estrangeiras. Revista Científica Tecnologus. Recife (Brasil), 1-16, Unibratec.

MAGNONI, A.F.; SILVA, S.R. (2014). O desafio da interação no ensino de língua estrangeira em cursos on-line e presenciais nas escolas públicas paulistas. Revista Educação e Linguagens, Campo Mourão, v.3,n.5.

SILVA, S.R. .(2015). Estudo de Caso do Curso Experimental de Inglês Early Bird na Cidade de Bauru. V Conferencia Sul-Americana e X Conferência Brasileira de Mídia Cidadã. Unesp, Bauru (Brazil).

O’REILLY, T. (2005). What Is Web 2.0 - Design Patterns and Business Models for the Next Generation of Software. O’Reilly Publishing.

PEÑA, M.D.J.; ALLEGRETTI, S.M.M. (2012). Escola Híbrida: Aprendizes Imersivos. Revista Contemporaneidade, Educação e Tecnologia, vol. 01, no 02.

PREECE, J.; ROGERS, Y.; SHARP, H. (2005). Design de Interação: Além da Interação Homem-Computador. Porto Alegre. Bookman.

THOMAZ, D.A.P. (2009). Características da Interface dos Sites de Notícias: Um Estudo do Design e da Usabilidade de Jornais Impressos Eletrônicos. Bauru. UNESP.

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Evesp. Disponível em: http:// http://www. educacao.sp.gov.br/evesp/cursos/

YIN, Robert K. (2001). Estudo de caso – planejamento e métodos. (2Ed.). Porto Alegre: Bookman.