Indagatio Didactica, v. 3, n. 1 (2011)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

O uso de Sistemas de Informação Geográfica Participativos como instrumento de participação de crianças e adolescentes na construção de sociedades mais sustentáveis

Isabel Preto, Mário Freitas, Luís Dourado, Michael McCall

Resumo


Mapas da comunidade e outros expedientes de expressão de perceções face ao meio e, particularmente, o seu processo de criação podem ser uma ferramenta poderosa na inter-relação comprometida entre as crianças e adolescentes e seu meio envolvente. Pretende-se investigar as perceções de risco de crianças e jovens e sua representação, utilizando Sistemas de Informação Geográfica participativos e, assim, estimular crianças e jovens a responsabilizar-se pelo seu meio envolvente.


Texto Completo: PDF