Desenvolvimento de Competências Transversais nas Escolas: um programa de intervenção

Alexandra Ataíde, Anabela Pereira

Resumo


Neste artigo propomos um programa de desenvolvimento de competências transversais, ou soft skills, que foi concebido para ser aplicado nas escolas em Portugal, destinado aos alunos do ensino secundário e orientado por professores ou formadores, com a participação dos pais/encarregados de educação e outros agentes educativos da comunidade.

A abordagem e estratégias ativas escolhidas colocam o aluno como protagonista e cocriador de conhecimento, o professor/formador será criador e facilitador das condições de aprendizagem. A resolução de problemas é a estratégia de aprendizagem ativa central e condutora de todo o programa, sendo que a aprendizagem cooperativa é outra das estratégias aplicada ao longo das sessões. Os alunos são desafiados a identificarem e a criarem soluções para os problemas que mais os interpelam, seja na comunidade escola, seja na comunidade mais alargada. Ao longo deste processo, o professor/facilitador cria condições para que os alunos desenvolvam as competências transversais necessárias à resolução dos problemas identificados.

Este programa vem dar resposta à necessidade de desenvolvimento de competências transversais e do talento nos jovens no sistema educativo em Portugal. Através deste programa de aprendizagem, pretendemos contribuir para a criação de condições de aprendizagem para que os jovens se preparem para um mercado de trabalho que se está a transformar rapidamente, para que combatam o desemprego, a desmotivação e criem condições para que possam fazer o que gostam. Neste sentido, propõe-se a intervenção pela capacitação dos jovens na resolução de problemas complexos, na cooperação e na cidadania ativa na comunidade.


Texto Completo:

PDF


Indagatio Didactica | ISSN: 1647-3582

Indexada em
: CAPES/QUALIS (categoria ENSINO, B2 (2015) || RCAAP
Avaliada com o factor de impacto SJIF 2016 = 5.079


Este trabalho é financiado por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto UID/CED/00194/2013.