A teoria das situações didáticas no ensino das Olimpíadas de Matemática: Uma aplicação do Teorema de Pitot

Ana Paula Rodrigues Alves Santos, Francisco Régis Vieira Alves

Resumo


Neste artigo, pretendemos apresentar um recorte parcial de uma pesquisa de mestrado, no qual se descreve especificamente, uma Situação Didática Olímpica (SDO) que é estruturada com o suporte do software Geogebra. Uma intervenção realizada de forma adequada pela exploração de softwares, permite aos estudantes ultrapassar entraves que eventualmente possam surgir na construção e aplicação de conceitos geométricos. De um modo particular, a SDO descrita propõe ao aluno a possibilidade de vivenciar o processo de aprendizagem sob o ponto de vista metodológico da Teoria das Situações Didáticas (TSD). A teoria das situações analisa e decompõe esse processo em quatro fases distintas e interligadas – ação, formulação, validação e institucionalização – nas quais o saber tem funções diferentes e o aprendiz não tem a mesma relação com o saber. Ademais, a análise dos elementos matemáticos e a identificação das suas propriedades, através da modelização da situação didática, permite os estudantes solucionar o problema proposto e validar o teorema de Pitot. Desse modo, a SDO representa uma alternativa para aulas direcionadas às olimpíadas de matemática, sua indicação e estruturação, descreve elementos atinentes à mediação didática durante o processo de ensino e aprendizagem, os quais enfatizam pormenores que detêm a possibilidade de controlar/prever as ações dos estudantes, assim como, proporcionar um sentido mais significativo para o estudo da geometria no contexto olímpico.


Texto Completo:

PDF


Indagatio Didactica | ISSN: 1647-3582

Indexada em
: CAPES/QUALIS (categoria ENSINO, B2 (2015) || RCAAP
Avaliada com o factor de impacto SJIF 2016 = 5.079


Este trabalho é financiado por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto UID/CED/00194/2013.