Das conceções dos estudantes ao desenvolvimento da competência matemática: um percurso com sentido em Organização e Tratamento de Dados

Adriana Ferreira, Dárida Fernandes

Resumo


Em contexto de Prática de Ensino Supervisionada, desenvolveu-se, na área da Matemática, uma unidade didática no domínio de Organização e Tratamento de Dados (OTD). Esta intervenção aconteceu numa turma de 6.º ano de escolaridade envolvida num projeto de âmbito social denominado “Qualificar para Incluir”, iniciativa que foi utilizada para contextualizar o conhecimento matemático.

No desenvolvimento das aulas, recorreu-se ao conhecimento prévio adquirido pelas crianças sobre este tópico e ao uso da tecnologia (telemóvel, computador, projetor, videograma) para registar e refletir sobre as produções que estas desenvolveram autonomamente. As referidas estratégias, juntamente com a contextualização e o acompanhamento individualizado, resultaram numa motivação intrínseca adicional e, especialmente, numa participação ativa da turma ao longo de um percurso de aprendizagem definido, tendo existido produções reveladoras de aprendizagens com mais sentido e significado para a criança. Deste modo, tudo indica que esta proposta didática se apresentou como adequada e consistente na construção mais sólida do edifício matemático do estudante.


Texto Completo:

PDF


Indagatio Didactica | ISSN: 1647-3582

Indexada em
: CAPES/QUALIS (categoria ENSINO, B2 (2015) || RCAAP
Avaliada com o factor de impacto SJIF 2016 = 5.079


Este trabalho é financiado por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto UID/CED/00194/2013.