Filosofia da práxis e suas contribuições no ensino de ciências: um ensaio experiencial que aproxima Gramsci e Tardif

Valéria da Silva Lima, Maylta Brandão dos Anjos

Resumo


O artigo tem como objetivo promover reflexões sobre a Filosofia da Práxis e suas contribuições para o ensino de Ciências Naturais nos anos iniciais do Ensino Fundamental, levando em consideração as ações dos sujeitos envolvidos no ensino, cidadãos ativos no processo educativo. A pesquisa foi amparada pelos referenciais de Gramsci e Tardif na ideia da prática como componente dos saberes docentes plurais, estratégicos e necessários ao exercício do ensino. Tais fundamentos serviram-nos de base para que o ensino de Ciências ocorresse dentro de referenciais que assinalam os fenômenos naturais aliados às realidades vividas e experimentadas pelos sujeitos da educação. O objetivo residiu no reaprender a ver, a fazer e a experimentar o aprendizado da ação constante oferecida pela ciência, pelos acontecimentos que dela redundam e que se colocam na horizontalidade da vida e na prática refletida. Dessa forma, pesquisa e ação foram os maiores aportes que mobilizaram as letras desse artigo.


Texto Completo:

PDF


Indexada em: CAPES/QUALIS (categoria ENSINO, B2 (2015) || RCAAP 

Avaliada com o factor de impacto SJIF 2016 = 5.079


FCT Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro Centro de Investigação em Didática e Tecnologia na Formação de Formadores