Investigação de qualidade em educação: dimensões relevantes na perspectiva dos investigadores

Ana Cabral, Isabel Huet

Resumo


Com o aumento do investimento na investigação e inovação, a avaliação da qualidade da investigação é cada vez mais regulada por padrões que buscam a excelência. Contudo, as dimensões consideradas para tal avaliação têm progressivamente vindo a basear-se na quantificação dos seus produtos, na aferição de índices bibliométricos e na adopção da citação como forma de medição do impacto independentemente dos objetos, objetivos e campos de investigação.

Esta ênfase na quantificação tem provocado a discussão no seio da comunidade científica sobretudo nos domínios das Ciências Sociais e Humanas onde estes conceitos e medidas deverão ser lidos em contexto, respeitando as suas especificidades e cultura de disseminação da investigação.

Partindo deste pressuposto, o presente artigo apresenta as principais tendências ao nível da avaliação da qualidade da investigação com especial atenção para os seus impactos no contexto da investigação educacional tendo como base um estudo realizado no âmbito do Centro de Investigação 'Didática e Tecnologia Educativa na Formação de Formadores' (CIDTFF). Neste contexto, procurou-se identificar as dimensões (subdimensões e indicadores) consideradas mais relevantes pelos seus investigadores para o desenvolvimento de investigação.

Os resultados obtidos destacam o papel da captação de fundos, da coordenação e participação em projetos internacionais e da relevância do ambiente de investigação como elemento favorecedor da criação de uma cultura de qualidade.


Texto Completo:

PDF


Indexada em: CAPES/QUALIS (categoria ENSINO, B2 (2015) || RCAAP 

Avaliada com o factor de impacto SJIF 2016 = 5.079


FCT Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro Centro de Investigação em Didática e Tecnologia na Formação de Formadores