“Cenas da Vida Real”: O role-playing e a simulação em contexto de aulas práticas laboratoriais no ensino de Enfermagem

Ana Maria Perdigão

Resumo


“Cenas da Vida Real” foi o título que dei à aula prática laboratorial do 1º ano subordinada ao tema entubação naso-gástrica, em que o role-playing e a simulação foram utilizadas como estratégias ativas de ensino e aprendizagem. Esta aula faz parte da unidade curricular de Fundamentos e Procedimentos II do Curso de Licenciatura em Enfermagem. O role-playing e a simulação são uma forma de “experiential learning”. No role-playing, os estudantes podem experienciar diferentes papéis, assumindo um determinado perfil ou característica de personalidade e interagir ou participar em diversos e complexos cenários de aprendizagem. Por outro lado, a simulação envolve uma situação realista ou familiar, na qual o papel dos participantes pode não ser tão proeminente ou distinto como no role-playing. A escolha destas estratégias deveu-se ao facto de se adequarem à tipologia de aula e de serem um excelente meio de desenvolvimento de habilidades e competências dos estudantes, bem como facilitadoras do processo de ensino e aprendizagem. A avaliação que os estudantes fizeram sobre o uso destas estratégias vai ao encontro do que está descrito na literatura. Estas estratégias ativas conduziram os estudantes a sentirem-se mais envolvidos e participativos no próprio processo de ensino e aprendizagem. Desenvolver um trabalho de interação desta natureza não é simples para o docente mas é recompensador face à recetividade dos estudantes relativamente ao uso destas estratégias.

Texto Completo:

PDF


Indexada em: CAPES/QUALIS (categoria ENSINO, B2 (2015) || RCAAP 

Avaliada com o factor de impacto SJIF 2016 = 5.079


FCT Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro Centro de Investigação em Didática e Tecnologia na Formação de Formadores