Salas de Aula do Futuro: análise das atividades educativas desenvolvidas por professores e alunos

Patrícia Baeta, Neuza Pedro

Resumo


Esta investigação assume como pr incipal foco de análise as atividades educativas desenvolvidas nos ‘Ambientes Educativos Inovadores’ (AEI), também conhecidos como ‘Salas de Aula do Futuro’ (SAF), existentes no contexto do ensino básico e secundário nacional. No projeto global, procura-se produzir conhecimento sobre as suas características, projetos subjacentes e práticas pedagógicas implementadas, de modo a identificar as principais diferenças associadas às atividades educativas que nestes espaços se realizam comparativamente às estabelecidas em ‘Salas de Aula Regulares’ (SAR). Seguindo uma abordagem metodológica mista, estruturada a partir do paradigma pragmático, recolheram-se dados através de: i) aplicação de um questionário online para caracterização e seleção dos AEI existentes e em utilização em contexto nacional, e ii) gravação em vídeo das aulas dinamizadas nos espaços selecionados (AEI e SAR de três escolas públicas do Ensino Básico e Secundário). Num total de seis gravações, nas aulas dinamizadas em ambos os tipos de espaços, participaram três professores e 53 alunos do 3.º ciclo do Ensino Básico. Como instrumento para a análise de dados utilizou-se a métrica de observação ‘Linking Pedagogy, Technology and Space’, com a primeira análise a recair sobre o domínio ‘Pedagogias’. Os resultados parcelares obtidos demonstram a influência do espaço na adoção de dinâmicas pedagógicas mais diversificadas, verificando-se nas SAR a adoção de metodologias de ensino mais transmissivas e centradas no professor, e nos AEI, modos de ensino-aprendizagem mais interativos, baseados sobretudo em atividades de discussão entre alunos, facilitação do processo de aprendizagem e feedback.


Texto Completo:

PDF


Indagatio Didactica | ISSN: 1647-3582

Indexada em
: CAPES/QUALIS (categoria ENSINO, B2 (2015) || RCAAP
Avaliada com o factor de impacto SJIF 2016 = 5.079


Este trabalho é financiado por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto UID/CED/00194/2013.