Desenvolvimento de um referencial para MOOC (Massive Open Online Courses) na formação contínua docente

Carolina Amado, Ana Pedro

Resumo


O termo Massive Open Online Courses (MOOC) tem sido qualificado como polissémico, por um lado, pelos seus múltiplos usos e estrutura teórica subjacente, contextos e objetivos pedagógicos e, por outro, pelo envolvimento de um vasto número de participantes dificultando a criação eficaz destes ambientes. Frequentemente classificados e concebidos sob duas perspetivas – xMOOC e cMOOC – surge a necessidade de esclarecer uma série de questões de design, sublinhando a importância da planificação, tanto a nível do desenho geral do curso, como dos conteúdos abordar, ou mesmo do papel dos participantes e dos docentes. Considerados uma tendência disruptiva na educação e assumidos como estratégia importante para o desenvolvimento de competências, os MOOC têm permitido alcançar públicos-alvo diversificados, bem como responder a certas questões debatidas entre autores e entidades alusivas à formação docente no âmbito das modalidades de ensino a distância. Neste sentido, o objetivo central do estudo é elaborar um referencial para o desenvolvimento de MOOC, aplicado no âmbito da formação contínua docente. A investigação assenta numa metodologia mista, definida através de uma abordagem exploratória sequencial, envolvendo um conjunto de entidades responsáveis pela formação docente a nível nacional. Assim, o processo de recolha e análise de dados terá duas fases: (i) qualitativa – realizar-se-á uma scoping literature review e entrevistas e, (ii) quantitativa – realizar-se-ão questionários. Neste sentido, mediante os resultados obtidos na primeira fase de recolha de dados, e complementarmente na segunda fase, proceder-se-á à construção de um referencial para MOOC na formação contínua docente.


Texto Completo:

PDF


Indagatio Didactica | ISSN: 1647-3582

Indexada em
: CAPES/QUALIS (categoria ENSINO, B2 (2015) || RCAAP
Avaliada com o factor de impacto SJIF 2016 = 5.079


Este trabalho é financiado por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto UID/CED/00194/2013.