Educação para a diversidade biocultural e desenvolvimento sustentável – um elo a não perder

Bruna Batista, Ana Isabel Andrade

Resumo


O presente artigo apresenta os resultados de um projeto de educação para o desenvolvimento sustentável (EDS), com enfoque nas questões da diversidade biocultural e do consumo sustentável, que foi realizado com crianças de uma turma do 2.ª ano, numa escola do 1.º Ciclo do Ensino Básico da região de Aveiro (Portugal). Caracterizado como um estudo de caso de tipo investigação-ação, no desenvolvimento do projeto recolheram-se dados através da observação, dos recursos produzidos pelas crianças durante a intervenção e da realização de entrevistas às crianças participantes, gravadas em áudio e vídeo. A análise qualitativa de dados pretendeu compreender como é que a realização de sete sessões durante seis semanas poderia contribuir para a EDS de crianças nos primeiros anos de escolaridade. Num primeiro momento, foi realizada uma análise da globalidade das crianças, em torno dos conhecimentos adquiridos e das atitudes desenvolvidas e, num segundo momento, foram analisadas individualmente determinadas crianças, tentando compreender a sua evolução no decorrer do projeto. O estudo mostra que as crianças adquiriram conhecimentos e desenvolveram atitudes relativas à diversidade biocultural e à compreensão do seu papel enquanto cidadãs de um mundo global, passando a reconhecer e a valorizar mais a diversidade e evidenciando uma atitude de abertura e respeito pelo Outro.


Texto Completo:

PDF


Indagatio Didactica | ISSN: 1647-3582

Indexada em
: CAPES/QUALIS (categoria ENSINO, B2 (2015) || RCAAP
Avaliada com o factor de impacto SJIF 2016 = 5.079


Este trabalho é financiado por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto UID/CED/00194/2013.